Vai começar o “Enduro da Independência 2019”

Jomar Grecco na edição 2018 da prova. Foto: Victor Silva
O Enduro da Independência chega a sua 37ª Edição em 2019 a partir de quarta-feira (4). Pelo caminho, muita aventura e grandes desafios para os competidores. Por se tratar de uma prova em linha, o terreno é bem variado, passando por trechos de trilhas entre as matas típica da região da Serra do Mar, estradas abandonadas ou de pouco uso, trilhas com pedras soltas. E os competidores começam o desafio no nível do mar em direção à Serra da Mantiqueira – um desnível total que chega aos 1.800m.

A prova começa mais tranquila no primeiro dia, de modo a permitir aos pilotos entrar no ritmo progressivamente, até chegar a Itajubá, palco da primeira noite de descanso. E vai esquentando aos poucos no segundo, exigindo atenção redobrada na planilha a caminho da estância hidromineral de Caxambu. No terceiro, será a vez de testar o preparo físico, atenção e resistência das motos em um dia extremamente técnico. Para fechar o desafio, no quarto dia a caravana irá encarar os trechos de trilhas entre pedras e muito single track e muita atenção na navegação em uma região famosa por formar campeões.

História 

Enduro de regularidade é um tipo de competição motociclística fora de estrada, bastante difundida no Brasil. É uma prova de longa duração, em que a velocidade não é o fator preponderante. O piloto, dividido em categorias, deve cumprir um roteiro pré-estabelecido e fornecido pela organização momentos antes do início da disputa, sob a forma de uma planilha, com indicação do caminho, composto por trilhas, estradas abandonadas, travessias de riachos e outros obstáculos, através de símbolos e códigos, bem como a velocidade que deve imprimir em cada trecho.

Vence o piloto que cumprir as determinações da planilha, de forma mais rigorosa e o mais próximo da velocidade indicada, sem se atrasar, ou adiantar, mesmo que o percurso ofereça os mais variados graus de dificuldade. A resistência física do piloto, a técnica e a perseverança, assim como a qualidade de seu equipamento, sempre fazem diferença.

Para aferir o desempenho de cada piloto por todo o percurso, são instalados rastreadores por satélite, que acompanham em tempo real seu trajeto e performance, verificando eventuais desvios de rota e de velocidade. Situação bem diferente da vivida nos primeiros anos, quando os fiscais nos postos de controle (os inesquecíveis PCs) se encarregavam, muitas vezes com calculadoras científicas rudimentares, de registrar a passagem e calcular a pontuação perdida num trecho determinado.

O Enduro da independência foi disputado pela primeira vez em 1983, para recriar a última viagem de Dom Pedro I do Rio de Janeiro a Vila Rica, futura cidade de Ouro Preto no ano de 1822, em roteiro que ficaria conhecido como caminho novo da Estrada Real, pouco antes da proclamação da Independência com o famoso grito do Ipiranga, em 7 de setembro de 1822.

Ao longo do tempo, o percurso do Enduro da Independência foi sendo adaptado em função da logística de organização, para acomodar uma caravana itinerante, composta por pilotos, apoios, mecânicos, organizadores, etc, com cerca de duas mil pessoas, e também da descoberta de novas trilhas e alternativas, preservando, sempre o espírito cívico e de patriotismo inspirados pela Independência.

O Enduro da Independência conta com o patrocínio da Honda Brasil, Pro Tork Racing Development, Yamaha Racing, Totem, Rinaldi Pneus, Menta Motos, ASW Racing, By Moto – A casa da Honda, Cervejaria Backer, Slin Graphics, BMP Special Parts, Ello Benefícios, FIAT/Carro Oficial e apoio das Prefeituras Municipais de Ubatuba/SP, Itajubá/MG, Caxambu/MG e Lavras/MG.

Enduro da Independência 2019

Programação:
03/09
Entrega de Material e Largada Promocional Ubatuba/SP
04/09
Ubatuba/SP a Itajubá/MG
05/09
Itajubá/MG a Caxambu/MG
06/09
Caxambu/MG a Caxambu/MG
07/09
Caxambu/MG a Lavras/MG

Continue arrastando para cima ☝☝☝ para conferir todos os patrocinadores do site Show Radical 👇⚡!

– Clicando no anuncio das empresas você é direcionado ao site da marca!