Um papo com o líder da MX2 no BRMX | Gustavo Pessoa #981

Voltando dos EUA para o Brasil, onde competiu nas 3 primeiras etapas do AMA Motocross, Gustavo Pessoa conversou com o site Show Radical, rumo a 3ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross nesse fim de semana em Nova Alvorada do Sul-MS o piloto é o atual líder da categoria MX2 onde defende o título conquistado na temporada passada, confiram agora um bate papo especial do SR com o #891.

Fotos: Show Radical | Cycle Dump
SR: Fala Gustavo, primeiramente obrigado pela oportunidade da entrevista em nosso site, como se sente ao voltar para o Brasil após disputar as três primeiras etapas do maior campeonato nacional do planeta?
GP: Sim, esse fim de semana volto para competir o BrMx. Estou bem confiante e vou manter o foco agora para corrida desse fim de semana, tentando dar o meu melhor e ser competitivo com meus adversários aí no Brasil.

SR: Como é estar lá nos EUA correndo e de repente voltar para o Brasil e se habituar  a essa diferença gritante do esporte daqui pra lá?
GP: Sim é um pouco triste pois temos pilotos muito bons em nosso país mais infelizmente nosso país não está em uma boa fase e com isso nosso esporte está sendo afetado.
Realmente algumas coisas são bem diferentes, como pista, organização, estrutura e etc, mais objetivo e o foco sempre são o mesmo, sempre ao entrar na pista eu dou o meu 110%, seja no Brasil ou nos EUA.


SR: Ao falarmos de diferença o que mais muda na sua moto Brasileira para a que você usa nos EUA?
GP: Na verdade eu utilizo basicamente a mesma moto nos dois campeonatos, a moto que tenho no Brasil tem tudo que a minha moto dos EUA tem e isso me passa muita segurança pois desço de uma e subo na outra e parece que estou na mesma moto!

SR: Sabemos que na temporada passada sua participação no AMA foi bem difícil pois basicamente não teve apoio nenhum daqui para lá, esse ano sua equipe foi totalmente renovada, isso melhorou para você as condições de participação no AMA, ou esse projeto continua sendo um investimento totalmente seu? Ou alguém te apoia nos EUA como patrocinador?
GP: Não infelizmente esse ano não tivemos ajudas de nenhuma fábrica para poder participar do AMA Motocross. Mais agredeço ao André Dalla, empresário da Dalla Costa Alimentos que vem me ajudando essa temporada 2018 nos EUA com uma grande força.



SR:
Nessas idas e participações no AMA você chegou a receber alguma proposta de alguma equipe, ou marca lá de fora?
GP: Bom tenho o meu objetivo como atleta então trabalho muito duro para que um dia possa realizar meu sonho de andar numa equipe grande fora do país, mas até o momento nenhuma proposta real pintou.

SR: Vimos que sua equipe recebeu os novos modelos das CRF`S 250 2018 o que você achou da nova versão da moto, acredita que esse novo modelo realmente possa fazer diferença em resultados?
GP: Sim a nova crf 250 2018 é uma motocicleta muito boa e fácil de conduzir acredito que tem ajudado muito a melhorar o meu desemprenho nas pistas. Estou muito feliz com a motocicleta.

SR: Se conquistar o título brasileiro dessa temporada, pretende subir de categoria ou investir diretamente numa carreira internacional ou segue como está?
GP: Ainda não sei, pois estou focado em terminar bem esse ano, ainda não pensei no que fazer ano que vem, primeiro vamos lutar por esse título, mas se tudo der certo, iniciar uma carreira internacional ano que vem não seria uma má ideia!


SR: Quais são suas maiores dificuldades para correr no Brasil se comparado a como são suas corridas nos EUA?
GP: Bom no Brasil estou satisfeito com as condições que minha equipe Honda oferece, porém nos Estados Unidos, também não posso reclamar de tudo que meus pais me proporcionam, mas se comparado com os pilotos factory de lá realmente ficamos em grande desvantagem.

SR: Com esse experiência internacional o que você acha que precisa ser mudado ou melhorado nos nossos campeonatos?
GP: Acredito que podemos melhorar muito nosso campeonato no Brasil, mas dependemos muito da economia do país que não está nos favorecendo no momento, mas se lutarmos para estabilizar e os investimentos aumentarem, podemos ter um grande nacional, pois nosso nível já é bastante forte, a grande diferença da organização para os EUA está no investimento!

SR: Gustavo, agradecemos a atenção e deixamos o espaço em aberto para você fazer os seus agradecimentos e deixar uma palavra para os leitores do site Show Radical.
GP: Opa, muito obrigado você Tiago, pelo espaço aqui no site Show Radical. Agradeço a todos que nos seguem em comum pelas mensagens que me mandam de apoio e incentivo, seja no Brasil ou nos EUA a torcida sempre me ajuda muito, agradeço vocês de coração e deixo um agradecimento especial ao André Dalla e a toda minha família pelo esforço em me apoiar!

Gustavo Pessoa corre esse fim de semana em Nova Alvorada do Sul-MS onde disputa o título da categoria MX2 pela Honda Racing Team, o atleta é o atual líder da classe, vocês acompanham a cobertura completa e as transmissões AO VIVO da etapa aqui no Show Radical, o seu site de esportes radicais em 2 Rodas no Brasil!