Thiago Vinhal disputa o Ironman Áustria neste domingo

Competição austríaca de triathlon de longa distância será a segunda disputa do atleta mineiro na atual temporada. Em maio, Vinhal foi top 3 no Ironman Brasil. Foto: Pedro Cury

Representante do Shimano Sports Team no triathlon de longa distância, o belo-horizontino Thiago Vinhal (Sense Factory Racing) está na Europa, onde disputará neste domingo (1º de julho) a edição de 2018 do Ironman Áustria, em Klagenfurt, no estado da Carinthia. A competição austríaca será a segunda de Vinhal nesta temporada. Em maio, ele participou do Ironman Brasil, em Florianópolis (SC), terminando a principal prova da modalidade no País na terceira colocação e subindo ao pódio.

Esta será minha quarta participação no Ironman Áustria. Escolhi voltar justamente porque conheço bem o percurso e gosto demais do clima do País. A estrutura e organização são muito boas. Me sinto praticamente em casa, porque é o Ironman que mais competi depois do realizado em Floripa. Meu objetivo é pegar ritmo de prova, porque após o Mundial de Kona, no Havaí, em 2017, competi apenas no Ironman Brasil, há um mês“, conta Vinhal.

O Ironman Áustria terá largada no domingo, às 6h40 (1h40 horário de Brasília). Como de costume na distância mais longa da modalidade, os triatletas terão pela frente 3,8 km na natação, 180 km no ciclismo e 42,2 km na corrida, ou seja, uma maratona. No total serão 226 km. “Estou animado. Me sinto forte, mais bem adaptado à minha bike Sense e mais saudável, porque em Florianópolis eu estava pouco abaixo dos meus 100%. Quero fazer o pódio e garantir classificação para Kona possivelmente neste fim de semana”, destaca.

Vou colocar em prática tudo que treinei no início deste ano, durante o período de três meses em Maiorca, na Espanha.  Minha intenção é fazer a melhor prova possível aqui na Carinthia, para tentar garantir vaga no Mundial de 2018 já nesta chamada que teremos em julho. Preciso estar entre os 40 do ranking mundial até o fim do mês que vem. Outro objetivo é o de tentar bater meu recorde, de 8h11. Quero ver o quão rápido consigo performar após meu novo nível de treinamento e condicionamento até aqui“, finaliza.