Resultados final do Arena Cross Brasil 2019 no Salão Duas Rodas

Foram algumas temporadas batendo na trave, mas 2019 enfim entrou para a história do piloto brasileiro Hector Assunção #30 (Honda Racing), que com duas noites iluminadas onde saiu vitorioso nas cinco vezes em que esteve na pista, encerrou o ano com o título da categoria PRO do Arena Cross Brasil, superando o então líder Paulo Alberto #01 (Yamaha/Monster/Geração) e também seu companheiro de equipe, Jetro Salazar #20 (Honda Racing), terceiro colocado.

A somatória da noite de sábado acabou com Hector como grande vitorioso, tendo Humberto Martin #101 (Circuit Honda) terminado na segunda colocação e a grande surpresa da noite, o brasileiro Pepê Bueno #97 (Yamaha IMS) terminado na terceira colocação. A somatória ainda deixou Paulo Alberto em quarto lugar e Jetro Salazar em quinto.


Com muita disputa, o final de semana da Grande Final da temporada, que aconteceu no Salão Duas Rodas, em São Paulo, tinha três pilotos com chances reais de título, sendo que o campeão da noite, Assunção, era apenas o terceiro colocado, tendo iniciado a última disputa com 11 pontos a menos do que o português Paulo Alberto. O título veio para coroar uma temporada histórica para o Arena Cross e da equipe Honda Racing, que venceu nas categorias PRO e AX2.

Para o grande campeão, um momento histórico. “Cheguei para a disputa com uma pressão gigante nas costas, mas minha equipe me ajudou muito nesse momento. Eu ainda não tinha feito nenhum holeshot (fazer a primeira curva da prova na liderança) pela equipe Honda na PRO e consegui fazer quatro logo de uma vez nessas duas noites de evento. O tempo todo corri pensando na vitória, sem me preocupar com a situação do campeonato. Consegui tirar 10 pontos na primeira noite e hoje felizmente conseguimos confirmar essa vitória, que não é só minha, é da equipe inteira, do meu companheiro de equipe e de todos que me apoiaram”, vibrou Hector Assunção.

Reveja a transmissão AO VIVO:

Duelo 1×1

A primeira disputa da noite deste sábado, 23, foi internacional. Pelos primeiros pontos, o venezuelano Humberto Martin #101 (Honda Circuit) e o equatoriano Jetro Salazar #20 (Honda Racing) duelaram como dois gigantes e deram mostras de que o evento seria incrível. Foram poucos centímetros de vantagem, mas a moto de Jetro Salazar cruzou na frente, garantindo dois pontos extras para o vencedor, o que mais tarde o garantiram na terceira colocação da temporada. Machito conquistou apenas um ponto com a segunda posição.

1º Bateria  PRO

Uma vitória convincente para o piloto brasileiro Hector Assunção #30 (Honda Racing) que mais uma vez mostrou seu talento tomando a frente da disputa logo na largada. De lá ele não mais saiu e foi ameaçado em raros momentos pelo venezuelano Humberto Martin #101 (Circuit Honda) e por Pepê Bueno #97 (Yamaha/IMS), que acabaram em segundo e terceiro lugar respectivamente. A vitória deixou Hector na liderança da competição pela primeira vez no ano.

2ª Bateria PRO

A noite era dele. Mais uma vez Hector Assunção assumiu a ponta da corrida já na largada e sabia que a partir daquele momento, precisaria apenas administrar sua vantagem. Sem ser ameaçado em nenhum momento, fez uma segunda bateria com extrema maturidade, controlado curva após curva, até a vitória. A exemplo da primeira prova, a segunda colocação da bateria ficou com Humberto Martin #101 e Pepê Bueno #97 acabou no terceiro lugar.

Confira a classificação final do Arena Cross categoria PRO (10 primeiros)

Campeão: Hector Assunção #30 (Honda Racing) – 180 pontos

2º Paulo Alberto #1 (Yamaha/Monster/Geração) – 165 pontos

3º Jetro Salazar #20 (Honda Racing) – 142 pontos

4º Humberto Martin #101 (Circuit/Honda) – 142 pontos

5º Caio Lopes #134 (Rota K/Kawasaki) – 98 pontos

6º Pepê Bueno #97 (Yamaha IMS) – 73 pontos

7º Roosevelt Assunção #100 (Rota K/Kawasaki) – 68 pontos

8º Jean Ramos #10 (JMR/Destri/Geração) – 67 pontos

9º Rafael Zenni #931 – 32 (FAZT Suplementos) – 49 pontos

10º Jairo Carlos #447 (Shop Car) – 47 pontos

 

AX2


Mais uma grande prova para o jovem Lucas Dunka #34. Tranquilo e soberano ele conquistou sua quinta vitória na temporada e sagrou-se campeão da categoria AX2 de maneira invicta. Dunka só não esteve na liderança da prova durante as primeiras curvas, mas já terminou a primeira volta na ponta, de onde não mais saiu. A segunda colocação da noite ficou com Leonardo Souza #45, seguido de perto por Reginaldo Ribeiro #416 em terceiro.

Confira a classificação final do Arena Cross categoria AX2 (10 primeiros):

Campeão: Lucas Dunka #34 – 100 pontos

2º Leonardo Souza #45 – 77 pontos

3º Leonardo Cassarotti #25 – 65 pontos

4º Renan Goto #555 – 59 pontos

5º Reginaldo Ribeiro #416 – 59 pontos

6º Rafael Araújo #99 – 41 pontos

7º Fábio Santos #4 – 32 pontos

8º Gabriel Andrigo #10 – 30 pontos

9º Matheus Klysman #43 – 26 pontos

10º Augustinho Godim #19 – 20 pontos

 

65cc


Uma prova que deu mostras de que o futuro do motocross está em boas mãos. O vitorioso e campeão da noite, Bernardo Tibúrcio #3 confirmou seu favoritismo na categoria com motos de 65 cilindradas, mas não teve vida fácil durante a disputa. Isso porque o pequeno Kevin Andrade #11 não deixou barato e liderou boa parte da disputa. Não venceu, mas Tibúrcio só conseguiu a ultrapassagem no final da prova, levantando o público presente na arena. O título veio para coroar o ano impecável de quatro vitórias. A segunda colocação da noite ficou com Kevin Andrade, seguido por Francisco Emílio #06, terceiro colocado.

Confira a classificação final do Arena Cross 65cc (10 primeiros):

Campeão: Bernardo Tibúrcio #03 – 80 pontos

2º Bruno Leal #317 – 64 pontos

3º Kevin Andrade #11 – 62 pontos

4º Francisco Emílio #06 – 38 pontos

5º Felipe Maia #931 – 37 pontos

6º Matheus Lima #515 – 36 pontos

7º Luiz Henrique Tapari #158 – 27 pontos

8º João Mauricio #711 – 24 pontos

9º Lucas Pereira #717 – 20 pontos

10º Gabriel Cirino #81 – 17 pontos

 

50cc


Confirmando seu favoritismo, o pequeno Matheus Henrique #5 sagrou-se campeão da temporada na categoria que mais tira suspiros do público presente. Dominante, como foi em todas as provas do campeonato, ele venceu a quarta corrida do ano, mostrando seu talento em todas as curvas. A segunda colocação da corrida ficou com Guilherme Buozi #74, seguido de perto pelo pequeno Felipe Martini #413, no segundo lugar.

Confira a classificação final do Arena Cross 50cc (10 primeiros):

Campeão: Matheus Henrique #05 – 80 pontos

2º Felipe Martini #413 – 62 pontos

3º Nikolas Tapari #22 – 50 pontos

4º Pablo Galdino #71 – 39 pontos

5º Bruno Celico #91 – 32 pontos

6º Guilherme Buozi #74 – 30 pontos

7º João Aquino #25 – 30 pontos

8º João Vitor #28 – 26 pontos

9º Pedro Dias #111 – 26 pontos

10º Breno Felipe #94 – 25 pontos

 

O evento:

Não se pode dizer que as condições climáticas foram favoráveis. Muito pelo contrário, exigiram intensa dedicação da direção de prova para que a pista, especialmente montada em estrutura anexa ao Salão Duas Rodas, se mantivesse em condições de receber a grande final da temporada 2019 do Arena Cross, e assim foi feito. Um grande show que consagrou um ano repleto de recordes de alimentos arrecadados e arquibancadas lotadas.

Por conta das já citadas condições climáticas, o show de freestyle não pode ser realizado pela equipe do astro Fred Kyrillos. Isso porque a segurança dos pilotos é a maior prioridade da organização do evento e qualquer risco oferecido aos astros das manobras radicais faz com que a apresentação do show seja revista e eventualmente cancelada, como nas etapas realizadas em São Paulo.

Para o CEO da Romagnolli Promoções e Eventos, organizadora do Arena, uma grande oportunidade participar do Salão Duas Rodas. “É um evento grandioso, dos maiores do mundo e para nós foi uma imensa honra trazer a final do Arena Cross para São Paulo. O público foi repleto de apaixonados e fãs do motocross e certamente nos ajudaram a encerrar de maneira grandiosa esse ano tão especial”, comentou Carlinhos Romagnolli.

A organização do Salão Duas Rodas também fez questão de destacar a parceria. “Poder ter a final de um evento tão grandioso e importante quanto o Arena Cross no Salão Duas Rodas só reforça o compromisso do Salão com o que há de melhor no mundo das duas rodas. Esperamos manter essa parceria e que em breve possamos contar novamente com um evento desse tamanho junto com o Salão”, disse Leandro Lara em seu pronunciamento.

 

Arena Cross:

O Arena Cross é o maior campeonato do motociclismo nacional de sua modalidade. Em seus 21 anos, ficou conhecido pela enorme estrutura que pode recebe cerca de 6 mil pessoas por etapa, com destaques para cenografia e acabamentos que fazem a diferença.

Soma-se a tudo isso o fato de ter grandes disputas nas pistas de até 450m, onde são disputadas as provas. O evento conta com transmissão para a Rede Brasil de Televisão na rede aberta e nas emissoras de canal por assinatura Bandsports e Band Internacional, além da internet no Canal oficial “Arena Cross Brasil” no Youtube e Facebook.

Redes Sociais:
Facebook: Arena Cross Brasil
Instagram: @arenacrossbr
Youtube: Arena Cross Brasil

Continue arrastando para cima ☝☝☝ para conferir todos os patrocinadores do site Show Radical 👇⚡!

– Clicando no anuncio das empresas você é direcionado ao site da marca!