Pilotos da Yamaha Racing Brasil comentam participação no MX das Nações 2019

Foto: Tiago Lopes

Os pilotos da Yamaha Racing Brasil finalizaram neste domingo, 29, suas participações no Motocross das Nações 2019, em Assen, na Holanda.

O fim de semana foi de muita chuva no norte holandês, mas mesmo assim milhares de fãs do mundo inteiro prestigiaram o evento, que contou com 34 seleções. A pista de areia, ainda mais “pesada” por causa da chuva, foi o grande desafio para os pilotos.

Grande destaque para a participação do pentacampeão brasileiro de motocross, Carlos Campano, que no sábado ajudou sua equipe espanhola a classificar para as finais de domingo, quando novamente mostrou sua garra e capacidade de disputar entre os melhores do mundo, auxiliando a Espanha a terminar na 9ª colocação.

Fabio Santos e Pepê Bueno, do time brasileiro, também demonstraram garra e determinação ao buscar até o último segundo a classificação. Porém, o Brasil parou na Repescagem (Final-B) e finalizou esta edição na 24ª colocação.

Veja abaixo as avaliações dos três pilotos.

Em 2020, o MX das Nações será na França, em Ernée, nos dias 26 e 27 de setembro.

Avaliações 

Carlos Campano #21
Categoria Open

Carlos Campano #21
Foto: Tiago Lopes

Foi uma corrida com altos e baixos, mas estou feliz com meu desempenho. Na primeira bateria larguei mais ou menos, fui para a frente, cheguei andar em sexto, mas aí me bati com o Olsen (Thomas Kjer, da Dinamarca), fiquei parado na curva e veio o Osborne (Zach, dos EUA) e me bateu no pé. Fiquei com dor e tive que lutar para chegar em 13º. Na segunda corrida foi mais difícil porque larguei por fora, deixei a vaga de dentro para o Prado (Jorge, da Espanha). Larguei atrás e acabei parando para não machucar mais meu tornozelo. Tenho agora umas duas semanas de repouso e foco total na final do Brasileiro de Motocross.

Fabio Santos #46
Categoria MXGP

Fábio Santos Foto: Tiago Lopes

Infelizmente não conseguimos os resultados necessários para classificar o Brasil para as finais. A pista estava bastante pesada por causa da chuva e além disso é um terreno que não estamos habituados a correr no Brasil. Na Final-B eu estava em sexto um bom tempo, o que seria um resultado para possivelmente classificar, mas tive que parar para trocar o óculos que estava cheio de areia e depois acabei caindo e terminei em 10º lugar. Mas estou feliz pela experiência vivida, estou saindo inteiro, sem lesão, e pronto para a final do Brasileiro de Motocross.

Pepê Bueno #47
Categoria MX2

Pepê Bueno
Foto: Tiago Lopes

Foi um fim de semana de aprendizado. Na Final-B estava andando bem, na quinta ou sexta colocação, mas acabei atolando a moto e demorei um bom tempo para conseguir sair. A pista estava muito pesada e em alguns pontos vários pilotos ficaram atolados. Serve de aprendizado. Certamente nos dedicamos ao máximo para classificar o Brasil, mas MX das Nações é sempre muito difícil e disputado. Vamos trabalhar para melhorar para as próximas.

Continue arrastando para cima ☝☝☝ para conferir todos os patrocinadores do site Show Radical 👇⚡!

– Clicando no anuncio das empresas você é direcionado ao site da marca!