MXGP Assen | Desalle e Herlings vencem

Esta prova foi marcada pelo retorno de Jeffrey Herlings (KTM) e do desastre para o líder da MXGP, sendo que na principal categoria, vitória do britânico Shaun Simpson (KTM) na primeira bateria, com Clement Desalle (Kawasaki) em segundo, Glen Coldenhoff (KTM) em terceiro, Antonio Cairoli (KTM) em quarto e Jeremy Van Horebeek (Yamaha) em quinto. Tim Gajser (Honda) teve problemas e terminou a prova na 12ª posição e Romain Febvre (Yamaha) na 14ª. Na segunda bateria, Cairoli largou na ponta, com Desalle em segundo, Horebeek em terceiro, Coldenhoff em quarto e Max Nagl (Husqvarna) em quinto. Gajser errou e vinha nas últimas posições. Cairoli venceu, com Desalle em segundo, Coldenhoff em terceiro, Nagl em quarto e Febvre em quinto. Com este resultado, vitória no GP de Desalle, sua primeira na temporada, Cairoli foi segundo e Coldenhoff o terceiro, primeiro pódio para o holandês. Gajser marcou a 28a. posição, com o abandono na prova em virtude de quebra do freio dianteiro, e sua vantagem agora é de 65 pontos sobre Cairoli, realmente não foi um dia comemorar para o líder da categoria.


Na MX2, Jeffrey Herlings retornou e parece que não perdeu o ritmo, foi segundo na primeira bateria e primeiro na outra, conquistando a vitória na etapa. Thomas Covingyon (Husqvarna) foi o grande vendedor da primeira prova, com Brian Borges (KTM) em terceiro, Lars van Berkel (Husqvarna) em quarto e Benoit Paturel (Yamaha) fechando os cinco primeiros. Herlings mantém o primeiro lugar com uma vantagem de mais de 70 pontos sobre Jeremy Seewer (Suzuki) que nessa etapa não foi bem, finalizando na 14a. posição.

Melhores momentos de Assen:

Classificação geral (campeonato):

MX2

1.Jeffrey Herlings/KTM – 644

2.Jeremy Seewer/Suzuki – 568

3.Benoit Paturel/Yamaha – 460

4.Max Anstie/Husqvarna – 447

5.Pauls Jonas/KTM – 403

MXGP

1.Tim Gajser/Honda – 653

2.Antonio Cairoli/KTM – 588

3.Max Nagl/Husqvarna – 542

4.Romain Febvre/Yamaha – 522

5.Evgeny Bobryshev/Honda – 494