Henrique Avancini repete o histórico quarto lugar no Campeonato Mundial de MTB XCO

Competição na Suíça teve ainda outros dois atletas Shimano: Guilherme Muller, 42º colocado, e José Gabriel Marques, em 78º lugar. Confira os resultados dos demais brasileiros

Número dois do mundo no ranking mundial de cross country (XC), o petropolitano Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing) repetiu o excelente resultado conquistado no Mundial de MTB XCO do ano passado, ao concluir a edição de 2018 na quarta colocação, em Lenzerheide (SUI). Outros dois atletas Shimano também estiveram em ação. Os mineiros Guilherme Muller (Sense Factory Racing), o 42º, e José Gabriel Marques (Groove/Shimano/Chaoyang/ASW), o 78º colocado. Outro atleta brasileiro, Luiz Cocuzzi, foi o 61º. Na elite feminina, Raiza Goulão finalizou em 29º lugar e Jaqueline Mourão, em 36º.

Henrique Avancini confirmou novamente performance de alto nível, o que o coloca como candidato a manter o segundo lugar no ranking mundial na temporada. Completou sua prova em 1h31min14 e, com o isso, repetiu o melhor resultado do Brasil na elite do cross country olímpico (XCO). Avancini terminou apenas 1min53 atrás do campeão mundial, o suíço Nino Schurter. A sua frente ainda estiveram Gerhard Kerschbaumer (ITA) e o Mathieu Van Der Poel (HOL), vice-campeão e terceiro colocado, respectivamente.

Mais uma grande performance, repetindo 2017. Não consegui me livrar do pelotão perseguidor, que não estava muito preocupado em fazer a coisa andar para buscar uma medalha. Assim, acabei jogando muita energia fora. No geral, um último capítulo de XCO dessa temporada, marcante para nós, que foi do começo ao fim com bons resultados. Foi um prazer largar como número 2 do ranking mundial, vestindo a camisa amarela“, contou Avancini, que agora prepara-se para o Mundial de MTB Maratona (XCM), nesta semana, em Auronzo, na Itália.

Guilherme Muller. Foto: Divulgação

Largando com o numero 66, Guilherme Muller também teve um desempenho destacável, ao terminar no top 45, em 1h36min57. “Fui muito constante neste Campeonato Mundial e puder ir ganhando posições durante toda a prova. Muito feliz em terminar no 42° lugar. Agradeço minha equipe Sense Factory Racing por todo apoio e confiança e também a Shimano, por me fornecer os melhores componentes para a prática do mountain bike“, disse Guilherme, que tem sua bicicleta equipada com o grupo Shimano XTR Di2 de transmissão de marchas eletrônica.