Hector Assunção vence a primeira noite de disputas da final do Arena Cross 2019 no Salão Duas Rodas

Uma noite que colocou definitivamente o piloto brasileiro Hector Assunção #30 (Honda Racing) na disputa pelo título da temporada 2019 do Arena Cross. Com um desempenho perfeito onde saiu vitorioso nas três disputas em que esteve na pista, o piloto viu sua diferença para o líder do campeonato, Paulo Alberto #1 (Yamaha/Monster/Geração) ser reduzida para apenas um ponto, deixando tudo em aberto para a noite deste sábado, 23, quando acontecem as segundas disputas da final.

A noite de Hector deu mostras de que seria especial na vitória no Duelo 1×1. Depois disso, uma primeira bateria impecável onde liderou a prova toda sem nenhuma dificuldade e uma segunda disputa um pouco mais acirrada, onde foi ameaçado por mais de 10 voltas pelo português Paulo Alberto, mas mesmo assim resistiu às investidas e após uma pequena falha de seu adversário, respirou tranquilo até a segunda vitória.

A vitória do brasileiro veio com a segunda colocação do venezuelano Humberto Martin #101 (Circuit/Honda), seguido de perto pelo português Paulo Alberto #1 (Yamaha/Monster/Geração). O quarto lugar ficou com Pepê Bueno #97 (Yamaha/IMS). A quinta colocação ficou com Caio Lopes #134 (Rota K/Kawasaki).

Para o vitorioso da noite, uma estratégia que deu certo. “Não tinha outro plano a não ser a vitória e entrei com essa mentalidade. Apostei todas as minhas fichas em boas largadas e consegui impor um bom ritmo a partir do momento em que consegui tomar a ponta logo de início. Essa é uma pista técnica e com poucos pontos de ultrapassagem. Felizmente a vitória veio e vamos lutar de igual para igual pelo título nesta segunda parte da final”, comentou Hector Assunção.

Duelo 1×1

Uma disputa de tirar o fôlego abriu a etapa da noite desta sexta-feira, 22, na grande final do Arena Cross Brasil. A disputa inédita na temporada acabou com uma brilhante vitória do brasileiro Hector Assunção #30, em um respeitável duelo. Humberto Martin #101 não vendeu fácil a vitória e lutou até o final, mas sem conseguir a ultrapassagem. Com a vitória, Hector garantiu os primeiros dois pontos da sua noite, enquanto Machito faturou um único ponto extra.

 

1ª Bateria PRO

Uma prova que colocou Hector Assunção (Honda Racing) de maneira definitiva na disputa pelo título. De maneira soberana, assumiu a ponta já na primeira curva da disputa e de lá não saiu mais. Pouco foi ameaçado por Humberto Martin #101 (Circuit/Honda) que também se manteve na vice-liderança da prova do começo ao fim. O português Paulo Alberto #01 (Yamaha/Monster/Geração) se manteve na terceira colocação em uma prova de muito respeito entre os pilotos.

2ª Bateria PRO

Novamente largando na frente e bem, Hector Assunção #30 (Honda Racing) tomou a liderança da segunda bateria logo de cara e se manteve firme na ponta. Seguido de perto, foi bastante pressionado pelo português Paulo Alberto #1 (Yamaha/Monster/Geração) que manteve a diferença abaixo de um segundo por mais de 10 voltas. Uma falha do lusitano fez com que Assunção conseguisse um pouco mais de tranquilidade até conquistar sua terceira vitória da noite.

Confira a classificação do campeonato na categoria PRO (10 primeiros)

1º Paulo Alberto #1 (Yamaha/Monster/Geração) – 141 pontos

2º Hector Assunção #30 (Honda Racing) – 140 pontos

3º Jetro Salazar #20 (Honda Racing) – 119 pontos

4º Humberto Martin #101 (Circuit/Honda) – 107 pontos

5º Caio Lopes #134 (Rota K/Kawasaki) – 79 pontos

6º Roosevelt Assunção #100 (Rota K/Kawasaki) – 68 pontos

7º Jean Ramos #10 – (JMR/Destri/Geração) – 67 pontos

8º Pepê Bueno #97 (Yamaha IMS) – 43 pontos

9º João Marcos #142 (Sem Equipe) – 36 pontos

10º Rafael Zenni #931 (FAZT Suplementos) – 32 pontos

 

AX2


A categoria que serve como vitrine para os jovens talentos do motocross nacional praticamente garantiu o título da temporada para o jovem Lucas Dunka #34, que conquistou sua quarta vitória na temporada. Soberano desde o treino classificatório, se garantiu sem riscos no lugar mais alto do pódio e colocou as duas mãos no troféu de campeão. A segunda colocação da prova ficou com Reginaldo Ribeiro #416, seguido de perto por Renan Goto #555 que acabou na terceira colocação.

 


Confira a classificação do campeonato na categoria AX2 (10 primeiros)

1º Lucas Dunka #34 – 80 pontos

2º Leonardo Souza #45 – 60 pontos

3º Leonardo Cassarotti #25 – 52 pontos

4º Renan Goto #555 – 48 pontos

5º Reginaldo Ribeiro #416 – 43 pontos

6º Fábio Santos #4 – 32 pontos

7º Rafael Araújo #99 – 31 pontos

8º Gabriel Andrigo #10 – 30 pontos

9º Matheus Klysman #43 – 26 pontos

10º Filipe S. #36 – 20 pontos

 

O Evento:

A disputa da noite desta sexta-feira, 22, marcou o primeiro dia da Grande Final da Temporada 2019 do Arena Cross Brasil que acontece em uma pista especialmente montada no Salão Duas Rodas, em São Paulo. O evento é um dos maiores do mundo no setor e a decisão do campeonato foi a cereja do bolo da exposição.

Um bom público compareceu nas arquibancadas para acompanhar duas emocionantes disputas da categoria PRO, com os principais nomes do motocross no Brasil em grandes motos de 450 cilindradas e uma disputa da categoria AX2 e os jovens talentos da modalidade em disputas com motos de 250 cilindradas.

Neste sábado, 23, a disputa volta com força total e todas as categorias do Arena Cross conhecerão seus campeões. A programação inclui o Duelo 1×1 entre os pilotos mais rápidos do treino classificatório da categoria PRO, além das disputas dos pequenos talentos da 50 e 65 cilindradas. Assim como no primeiro dia de disputas, mais uma bateria da AX2 e duas da PRO serão realizadas, além do show com as feras do Freestyle.

Continue arrastando para cima ☝☝☝ para conferir todos os patrocinadores do site Show Radical 👇⚡!

– Clicando no anuncio das empresas você é direcionado ao site da marca!