Entrevista Exclusiva RENATO REZENDE – o maior nome da atualidade no BMX (2013)


Imagem by Boul Planet Ilustrations, feita de presente de aniversário ao atleta.

Nessa entrevista falamos com o maior nome de todos os tempos do esporte olímpico BMX Racing, nascido no Rio de Janeiro e criado no sul de Minas em Poços de Caldas esse jovem talento levou o nome do Brasil onde todos os outros atletas sempre sonharam chegar. Hoje configura o ranking TOP 10 da elite mundial no esporte.

Confiram agora um papo especial do Show Radical com a lenda viva do BMX.


Nessa foto um dos momentos mais especiais na carreira do atleta, uma sessão de fotos para a nova marca patrocinadora oficial de Renato a Troy Lee Designs referência mundial em equipamentos para prática de esportes em 2 rodas.

– SR: Olá Renato em primeiro lugar muito obrigado pela atenção em participar dessa entrevista em nosso site e parabéns pelos seus resultados! Para começar nos conte como é para um atleta viver de viagem em viagem de corrida em corrida?
– Renato: Pra mim é ótimo! Desde pequeno eu estou acostumado a viajar pelo interior de Minas Gerais e São Paulo. Depois que passei para a categoria ELITE tive a oportunidade de conhecer vários países ao redor do mundo. Acho isso uma das melhores coisas que o esporte pode proporcionar aos atletas.

– SR: Tivemos a oportunidade de conhecer você em 2003 quando era só um garotinho mais que já andava muito forte e prometia tudo isso que está acontecendo hoje, como o BMX entrou em sua vida e quando você decidiu que essa seria sua profissão?
– Renato: Eu morava em Poços de Caldas/MG, e aos 7 anos meu pai me levou para andar de bike em uma pista de bmx que havia no Parque Municipal. Ali eu percebi que aquela sensação de pular as rampas de bike era a coisa que mais me dava prazer. Daí em diante isso se tornou a coisa que eu mais gostava de fazer. Desde muito novo eu já sabia que queria ser um atleta profissional, e sempre tive o incentivo dos meus pais.


Mais um momento importante na carreira de Renato, no topo do pódio da mais importante competição internacional realizada em solo Brasileiro o Bicicross América’s e nesse ano de 2013 o atleta conquistou sua 2ª vitória no evento.

– SR: Como é o seu dia a dia, conte-nos um pouco de como é ser o Renato Rezende você tem uma vida “normal” ou realmente um atleta como você tem que sacrificar a vida fora das pistas?
– Renato: Eu não diria que é um sacrifício, mas tenho que viver uma vida muito regrada. Nunca experimentei uma bebida alcólica, nunca fumei, nem bebi refrigerante. Tenho uma nutricionista que acompanha minha dieta e treino forte em dois períodos. O descanso também é muito importante, então procuro dormir cedo. Mas no resto é uma vida absolutamente normal, tenho minha namorada, jogo video-game com meus irmãos, gosto de sair com a família e fico bastante na internet.

– SR: O esporte evoluiu muito e hoje o Brasil aos poucos vai revelando novos talentos que prometem seguir seus passos na carreira internacional no seu ponto de vista e com a sua experiência o que falta no Brasil para que possamos cada vez mais ter atletas entre os 10 melhores do mundo?
– Renato: É muito importante esse reconhecimento ao BMX. Realmente há pilotos muito bons que vêm surgindo, e não podemos esquecer o ótimo trabalho feito pela comissão técnica da seleção brasileira, as federações e os clubes no Brasil. O clube Petrobras/Paulínia onde treino está envolvido com a formação de pilotos de BMX a muitos anos. Mas ainda temos muito a evoluir a começar com a construção de uma pista oficial de Supercross.


Imagem que sem dúvidas marcou a carreira de Renato Rezende o piloto liderando uma bateria da copa do mundo de BMX Supercross em Manchester na Inglaterra.

– SR: E o que precisa no Brasil e na atenção de nossos governantes ao esporte em 2 rodas para que atletas como você possam chegar ao top 3 mundial e por que não a um ouro olímpico?
– Renato: Acho que as coisas têm mudado pra melhor no Brasil, ainda que em passos lentos. Tem o Bolsa Atleta que é concedido pelo Ministério do Esporte, agora tem o Plano Brasil Medalhas 2016, que vai ser anunciado oficialmente a qualquer momento… Hoje eu sou o 10º melhor piloto no ranking mundial, e estou em 4º na classificação geral da Copa do Mundo. Com muito trabalho e com o apoio de todos eu acho que o sonho de ganhar uma medalha olímpica pode se tornar realidade até 2016.

– SR: Como são os seus treinamentos, frequência e intensidade e quantas vezes treina com bike e quantas vezes treina só o físico?
– Renato: Meu treinos são orientados pelo meu treinador, Daniel Jorge. Normalmente são treinamentos em dois períodos, um só físico e outro com bike. Com a bike eu treino todos os fundamentos do BMX na pista e na rua. O descanso também é tão importante quanto o treino.


Nessa foto Renatinho ainda muito jovem conquistando vitórias e mostrando que a promessa do BMX seguia em frente!

– SR: E a parte nutricional o que come um atleta de alto rendimento?
– Renato: Como eu disse, eu tenho à minha disposição uma nutricionista. Ela acompanha o que eu como, e tenho que comer bastante para aguentar a rotina de treinamentos. Também tenho o patrocínio da Neonutri, que me fornece toda a suplementação alimentar, que é indispensável para competir em alto nível.

– SR: Hoje quem são seus parceiros e patrocinadores no esporte e como eles te sustentam e mantém sua vida para ficar 100% por conta da prática da modalidade?
– Renato: Eu faço parte do Clube Petrobras/Paulínia, e hoje em dia eu conto com o patrocínio da Troy Lee Designs, da Neonutri, da Oakley e da Nissan, além de receber o Bolsa Atleta. Além disso eu conto com a Pro1 Sports, que me ajuda em todas as questões fora das pistas.


Mais um momento histórico na carreira de Renato, alinhado no gate de largada em uma das classificatórias das olímpiadas de 2012, sendo exibido em todo mundo.

– SR: Qual é o sonho do Renato Rezende até onde esse nome deve ir no Bicicross?
– Renato: Meu sonho definitivamente é trazer uma medalha olímpica para nosso país! Tenho conseguido títulos e resultados importantes para o Brasil, e fico muito realizado por colher os frutos da minha dedicação. Mas estou disposto a fazer tudo o que for possível para ser medalhista nas Olimpíadas, e quem sabe um dia chegar ao topo do ranking mundial.

– SR: Renato abrimos esse último espaço para que você possa agradecer e mencionar todas as pessoas, marcas e empresas que te apoiam e te deram condições de chegar até aqui com o BMX e que também possa dizer algo que tenha vontade de publicar na mídia?
– Renato: Em primeiro lugar, quero agradecer a Deus por tudo que acontece em minha vida! Agradeço também à minha família, à minha equipe e os patrocinadores e a todos que sempre me mandam mensagens e comemoram comigo todas as conquistas. O BMX é minha vida e eu sempre sonhei em vê-lo como um esporte respeitado no Brasil, e eu fico muito honrado de poder representar todos os pilotos do Brasil, mesmo aqueles que não tiveram a oportunidade de se tornarem profissionais. Esse incentivo que vem das pessoas é muito importante para um atleta, e tenho muita gratidão a todos os fãs. Obrigado também a vocês da Show Radical, que sempre abrem espaço pra divulgar nossa modalidade! Abraço a todos!!

  
Rezende sempre muito atencioso com seus fãs!     Com estilo e técnica diferenciados o atleta é destaque!

– Ficha Técnica
Nome: Renato Rezende
Idade: 22 anos
Modalidade: Ciclismo BMX
Categoria: ELITE MEN
Bike Atual: Redline

Patrocinadores: Petrobras/Paulínia, COB – Comitê Olímpico Brasileiro, CBC – Confederação Brasileira de Ciclismo, PROGRAMA BOLSA ATLETA do Ministério do Esporte, NISSAN, NEONUTRI, OAKLEY e TROY LEE DESIGNS e PRO1 SPORTS.

Principais Títulos:
– 1º Piloto Brasileiro de BMX nos Jogos Olímpicos (Londres 2012);
– Campeão Mundial ELITE CRUISER
– Campeão Latino-americano;
– Bi-campeão Sul-americano;
– Bi-campeão Pan-americano;

– 11 vezes campeão Brasileiro;
– 11 vezes campeão Paulista
– Bi-campeão do Desafio Bicicros America’s


Nem só de glórias vive um atleta, afinal, “sem sacrifício não há virótiria” e essa imagem comprova o ditado, Renato sofrendo a queda que lhe tirou das fases finais nas olímpiadas de Londres no ano passado!


Muito Obrigado, Renato Rezende pela atenção e boa sorte na sua jornada rumo a medalha olímpica!