Entrevista: Domingos Lammoglia ícone do BMX nacional e Americano

O nosso primeiro entrevistado de 2015 é um atleta que levou o nome do Brasil para os Estados Unidos na modalidade ciclismo BMX, Domingos Alexandre Lammoglia o “DL” é um dos pioneiros na modalidade no país e muito jovem deixou tudo para trás e foi em busca de seus sonhos. Ano passado tivemos a honra de passar um final de semana com ele na cidade de Americana-SP no evento do campeonato Brasileiro de Bicicross e nessa oportunidade conhecemos um pouco da história desse grande atleta e empresário do BMX Mundial. Confiram nessa entrevista um pouco da história de vida de Domingos Lammoglia no Bicicross.
SR:Domingos, com quantos anos você começou a praticar o BMX?
DL: Com aproximadamente 14 a 15 anos de idade, diferente de hoje onde muito cedo crianças começam a competir e faz toda diferença, mas naquela época entre 14 e 15 anos era hora em que todos se interessavam pela bike.
SR: Como eram as bikes e as pistas da época que você começou?
DL: As bikes da época eram bem simples tínhamos praticamente somente duas opções: Monark ou Caloi Cross e as pistas eram bem mais amenas também a parte técnica evoluiu muito.
SR: Todos que acompanham o ciclismo BMX sabem que você possui dupla nacionalidade e vive entre o Brasil e os EUA, como foi para o DL e sua família deixar seu país de origem e partir para o desconhecido em busca de um sonho em duas rodas?
DL: Na realidade para mim não tinha outra escolha, pois só tinha o BMX para viver e no Brasil não dava mais ou ia em busca de uma nova vida e dar seguimento na minha carreira lá fora, ou então ficava aqui e me sacrificava como mais um professor de academia. 
SR:
Qual o grande diferencial encontrado nos eventos e no esporte em geral, internacionalmente falando, em comparação com a realidade brasileira?
DL:  A diferença é gigantesca, lá tudo tem nome, tem credibilidade, as regras realmente existem e funcionam. Tudo saí como planejado, totalmente diferente do que acontece no Brasil.
SR: Você compete até hoje de forma profissional e é um nome respeitado no Brasil e no exterior, como é a rotina do Domingos atleta e até onde você pretende seguir competindo?
DL: Minha rotina é a rotina de todo atleta de alto nível, acordo e já me preparo para treinar, buscando sempre treinar em diferentes horários do dia e também busco separar tempo para coisas pessoais e também para minha família que é a base de tudo na carreira de um grande atleta. E pretendo sim continuar competindo por muito tempo ainda.

 SR: Em qual momento surgiu a visão empresarial e como nasceu a DL BMX Parts sua loja de peças e equipamentos para a prática do BMX?
DL: Aconteceu meio por acaso em 2002 no Campeonato Mundial de BMX em Paulínia -SP fui junto com a seleção norte americana de bmx e do proprietário da JR Bicycles, Kirk, foi comigo e teve a ideia de levarmos produtos para vender no evento e daí pra frente o negócio foi tomando proporções maiores e nasceu a DL BMX Parts que hoje atende o país inteiro com os melhores produtos e lançamentos mundiais!

SR: Qual foi seu maior momento no esporte?
DL: Hoje posso dizer que são vários, mas em 2004 foi sensacional pelo meu primeiro título Mundial na Holanda, pude conhecer pessoalmente a lenda do ciclismo Lance Armstrong. Após o titulo Mundial tudo mudou do dia para noite, apareceram novos patrocinadores e um reconhecimento muito grande principalmente nos EUA. Também tive o prazer de conhecer o Centro de Treinamento da Suiça e a base da Nike. Falando ainda em competições vencer NBL Grands em Kentucky na Masters onde um dos favoritos era simplesmente Eric Rupe foi incrível.


Família DL nos EUA, Adriana, Domingos e as filhas, Tabata e Sabrina.

SR: Teve alguma hora nesses anos todos que você pensou em desistir do BMX, desistir do sonho, buscar outra vida fora do esporte?
DL: Nem mesmo durante as maiores dificuldades nunca pensei em desistir, pois tinha um suporte muito grande de minha esposa Adriana e de minhas filhas Tabata e Sabrina que me davam forças pra seguir firme com o BMX.
SR: Hoje, além de atleta e empresário, você também é treinador de atletas profissionais, qual sua dica para os jovens talentos que vivem e sonham com uma carreira no Brasil para se manterem e sobreviverem no esporte?
DL: Determinação, fé e muito amor ao que está fazendo no restante as coisas acontecem aos poucos e naturalmente é tudo consequência do que você planta.
SR: Você acha que esportes como o BMX podem ter um futuro em um país de uma cultura esportiva fechada como o Brasil, o que você acha que os envolvidos nesses esportes devem fazer para garantir a sobrevivência e o futuro dos mesmos?
DL:  Infelizmente o BMX no Brasil já foi bom nos anos 90, hoje estou a exatamente a 20 anos nos Estados Unidos e não mudou nada o BMX aí no Brasil em relação a organização e pistas. Mas ainda tem um lado bom onde poucas cidades fazem um projeto social bem feito, mas porque a política do Brasil oferece isso e infelizmente não combina política e esporte.
Depois das olimpíadas de 2012 a CBC e o COB realmente tem feito um trabalho pelo mesmo, justo e prático usando a verba realmente para os atletas dando o suporte necessário para eles estarem competitivos. Mesmo isso sendo feito fora do Brasil, mas vimos que foi a solução mais rápida e certa e já mostrou resultados de forma que o Brasil já começa a ser visto com uma potência no BMX Mundial.
Não acredito em futuro no BMX do Brasil e sim em atletas Brasileiros que com um enorme talento, possam sozinhos conquistar seu espaço no BMX Mundial.

DL em casa ao lado de um dos maiores nomes da história do BMX, Maris Strombergs (de preto)

SR: Na sua opinião quem é o maior nome da atualidade no BMX mundial e no BMX nacional?
DL: Mundial: Maris Stromberg.
Brasileiro: Anderson Ezequiel Souza Filho

SR: Pra finalizar deixe sua palavra aos visitantes do site Show Radical e apaixonados pelas duas rodas.
DL: Primeiro agradecer a vocês do Show Radical pelo espaço na mídia e em especial ao Tiago Lopes (Tiago Show Radical) pelo carinho e atenção e depois dizer a todos os amantes do esporte em duas rodas que o que vale é a nossa paixão pelo que fazemos, muito amor na causa e seguir divertindo.

Nome: Domingos Alexandre Lammoglia
Apelido: DL
Idade: 45
Modalidade: BMX
Música: Todas
Patrocínios: JR Bicycles, Profile Racing, Box Components
Principais Títulos:
2x Campeão Mundial
11x Finalista de Mundiais
14X Títulos na América do Sul (Sulamericano, Panamericano, Latino Americano)
2x Campeão President Cup NBL
1x Nacional NBL 30 Over open Wheels
Inúmeros Títulos Paulista, Brasileiro e Copa do Brasil
Texto: Tiago Lopes | Fotos: Arquivo Pessoal