Dupla Pedal Sport conta experiência no Brasil Ride 2015

Nossos amigos, parceiros e clientes no site Show Radical os empresários e atletas Sergio Andrade e Vanderson Arantes da bike shop Pedal Sport, contam em uma entrevista exclusiva como foi a experiência de competir em uma das maiores provas do mundo do Mountain Bike, o Brasil Ride 2015. Saibam a seguir como foi a participação da dupla no mega evento.

Show Radical: Bom pra começar contem um pouco aos nossos leitores como foi que nasceu o gosto pela bike e onde e como isso virou um negócio surgindo a maior bike shop do sul de Minas a Pedal Sport?
Sergio / Vanderson: Bem, a paixão pela bicicleta para nós começou desde criança, e logo na adolescência surgiram as primeiras competições, nessa época Vanderson era meu mecânico, pois já tinha um pequeno negócio na garagem de sua casa, e anos depois veio a fusão e montamos a primeira Pedal Sport na cidade de Três Corações-MG.

Show Radical: Após conquistar o sucesso como empresários, vocês tiveram mais tempo, experiência e prazer para se dedicarem ao esporte como atletas, como surgiu a ideia de irem competir uma das maiores provas do mundo do Mountain Bike, o Brasil Ride?
Sergio / Vanderson: Na verdade o tempo diminuiu e muito, chegou a um ponto em que tivemos de escolher, ou progredir nos negócios ou treinar. Optamos pelo trabalho. Para a Brasil Ride fizemos um treinamento de um ano, já que a empresa estava estruturada, dando para conciliar. A ideia surgiu um ano antes acompanhando o Ride de 2014.

Show Radical: E como foi se preparar para essa ultra maratona, não só em termos físicos, mas também psicológicos, já que a loja possui filiais e ambos atletas também são maridos e além do negócio tem que cuidar do lar, filhos e etc, como foi essa jornada de treinos, negócios, família e sabendo que alinhar no Brasil Ride mudaria suas vidas?
Sergio / Vanderson:  Confesso que não foi fácil, conciliar o trabalho, família, viagens e treinamentos, tivemos altos e baixos, no começo mais empolgados, depois sentimos o cansaço e tiramos o pé, mas jamais deixando de pedalar, diminuía somente o volume, e nos últimos 3 meses mais intensos, acordando de madrugada para treinar, 4 ou 5 horas, e depois trabalhar o dia todo. As esposas foram muito parceiras e nos apoiaram muito.

Show Radical: Sabemos que praticam a competem no MTB como amantes da modalidade a muitos anos, dentro do foco de vocês na modalidade quais os principais títulos, individuais e ou de dupla de ambos?
Sergio / Vanderson: Cara, somos amadores, nenhum título de expressão, alguns resultados sim, Vanderson com 2 pódios em Iron Biker’s, Campeão Sul Mineiro, eu alguns pódios em Big Biker e um sétimo lugar no Iron Biker 98. Lembrando, somos amadores.

Show Radical: Qual momento mais difícil pra vocês dentro do Brasil Ride?… Nessa hora chegaram a pensar em desistir?
Sergio Vanderson: O momento mais difícil é sem dúvida o segundo dia, etapa Rainha com o famoso Vietnã. Nesse dia tivemos muitos momentos ruins. Eu tive câimbra já no km 74, em uma prova de 147 km . Depois o Vietnã, um verdadeiro inferno de calor, entramos as 11:00 e saímos de lá 12:30. 1:30 h para andar 13 km. E depois de lá, exaustos, ainda teríamos de percorrer os últimos 30 km com uma serra de 8 km no final. Chegamos acabados, parecia uma guerra, fomos direto para o posto médico tomar soro. Onde nos juntamos a vários outros atletas internados naquele momento. Quando vi aquilo, aquela sena de guerra, comentei com o Vanderson, vamos tirar o pé se quisermos terminar, realmente aquele momento assustou.

Show Radical: E qual foi o momento mais feliz, qual foi o pensamento que veio na mente de vocês essa hora?… Valeu a pena todo sacrifício?
Sergio / Vanderson: O momento mais feliz foi com certeza na quinta etapa, de 94 km onde conquistamos nosso melhor resultado, fizemos 18º geral e 10º das américas, na última serra cortamos algumas duplas e terminamos a etapa muito fortes, na chegada agradeci aos céus aquele momento e dediquei a minha família. Quando chegamos vimos que pouquíssimas duplas haviam chegado. Esse foi nosso melhor momento.

Show Radical: E em termos de estrutura e organização, o que dizer sobre essa ultra maratona, tão falada e tão focada pelos atletas intermediários e profissionais?
Sergio / Vanderson: Nesse ponto nota 11, super organizada a prova, vale cada centavo investido. Estrutura animal, Mario Roma é o cara. (risos)

Show Radical: Quais as bikes usadas pela dupla da Pedal Sport e qual manutenção foi exigida durante os dias da longa prova?
Sergio / Vanderson:  Corremos de Specialized Epic Expert WC, Bike com amortecedores dianteiro e traseiro, ambos inteligentes. Sem dúvida o melhor modelo do mundo para esse tipo de prova.

Show Radical: Pra quem sonha em fazer o Brasil Ride, qual conselho a dupla passa?… E como uma atleta que nunca participou deve se preparar para ir?
Sergio / Vanderson: Cara, conselho é com certeza treinar o máximo que conseguir. E durante a prova o segredo é hidratação, pois é muito quente chegou a marcar 49 graus. Treinamento, hidratação e perseverança.

Show Radical: Além é claro do próprio investimento e apoio do trabalho da loja Pedal Sport, vocês contaram com mais algum patrocínio ou parceria em outras áreas que somaram para participação?
Sergio / Vanderson: Nada, somente a Pedal Sport mesmo!

Show Radical: Brasil Ride 2016 tem a dupla Pedal Sport novamente, ou a missão está encerrada?
Sergio / Vanderson: 2016 gostaria muito de ir, mas tenho outros planos para 16. Mas com certeza voltaremos mais pra frente.

Show Radical: Pra finalizar deixamos esse campo em aberto para vocês se expressarem e/ou contarem algo que não foi perguntado acima, para os nossos bike-leitores e também deixar uma mensagem de incentivo pra galera quem sonha em fazer essa aventura/desafio que é o Brasil Ride e não tem noção ou coragem para se inscrever.
Sergio / Vanderson: Para finalizar, a Brasil Ride foi a coisa mais fantástica que já fizemos, vivemos vários estremos, de dor, cansaço, alegria, emoção, o evento é fantástico, é realmente uma etapa da vida, acho que todo amante do esporte um dia de deve participar, lá você entra um piloto e sai outro, e sai com certeza, um atleta e uma pessoa melhor que entrou. A todos que leram a matéria… nos encontramos nas trilhas!

Texto: Show Radical X-treme Sports
Fotos: Sportograf.com