Decisões debaixo de chuva marcam último dia de provas da CIMTB

Prova aconteceu na tarde de domingo (25). Competição decidiu campeões da temporada. Foto: Divulgação

A Copa Sense Bike esquentou a CIMTB Levorin. Mais de 1 mil atletas largaram neste domingo (25), em frente ao Museu de Congonhas, dentre eles competidores das categorias Veterano, Segurança Pública, Peso Pesado, Master, Cadete, Expert, Femininas Sub 45, Sub 35, Sub 19, Over 45, PNE, Júnior, Ultra e todas as categorias de dupla.

O primeiro atleta a cruzar a linha de chegada foi da categoria Júnior. Gustavo Xavier (Audax FSA) concluiu a prova em 1:37:04. O vice-campeão foi Ygor Oliveira Fernandes (Loucos Por Trilhas) que fez o percurso em 1:41:04. A terceira colocação ficou para Lucas Arruda Amaral que chegou com pouco mais de 40 segundos de diferença do segundo colocado. No feminino, Vitoria Xavier Claudino (Soul Cycles) foi a primeira colocada. Ela concluiu em 2:40:05. Laurien Miranda Barbosa (Isa Team Mtb) chegou em segundo com 2:52:20, seguida de Bruna Saalfeld Elias (Specialized Racing Br) 2:52:20.

Com o resultado, Gustavo Xavier, líder da categoria, se consagrou campeão geral da Júnior da temporada CIMTB Levorin. “A pista estava muito dura, tem muitas subidas e ficou mais difícil por causa da lama. Está chovendo muito na região. Então, dificultou muito o circuito, fora os adversários que são muito fortes. Fiz uma ótima prova, fiquei muito contente com o resultado e espero voltar mais vezes na etapa de Congonhas. Essa foi minha última competição da temporada. Esse ano foi excelente, tirando uma fratura que tive na clavícula, mas, foram resultados espetaculares. Termino as quatro etapas da Copa Internacional como líder da competição”, comentou.

Foto: Divulgação

Já a campeã da Maratona, Vitória afirmou que o terreno estava favorável às condições que ela gosta. “Eu sou de Santa Catarina, moro em uma cidade onde chove muito. Tive um ponto positivo porque choveu três dias seguidos e a prova estava do jeito que eu gosto: técnica, com subidas, descidas e muita lama”, contou.

Mesmo com o resultado, Bruna Elias (Specialized Racing Br) se consagrou a campeã da temporada. “Esse ano foi muito bom, eu comecei a fazer uma preparação para a categoria Sub23 que a gente sabe que dobra o esforço e já é bom o atleta ir se preparando. Eu consegui realizar todos os meus objetivos e para minha surpresa, eu também consegui me consagrar campeã da CIMTB mais uma vez, o que era um grande sonho. Cheguei a achar que que não ia conseguir porque fiquei sem treinar porque fiquei doente e de última hora decidimos vir. Graças a Deus deu tudo certo e eu estou muito feliz de ter conquistado esse título”, disse Bruno que foi campeã da categoria pela segunda vez consecutiva.

Categoria Ultra
Estreando na CIMTB Levorin, a categoria Ultra teve uma boa aceitação. Os atletas pedalaram os dois percursos, tanto o completo de 62 km, quanto o reduzido de cerca de 40 km, e tiveram os tempos somados. O campeão, Naydson Fabiano (Pedal Sport Poços De Caldas), concluiu o tempo dos dois em 5:22:56. Naydson terminou a etapa do circuito completo com 3:07:33, e neste domingo teve um problema no equipamento finalizando a competição na terceira colocação. Porém, a soma dos tempos, deu a ele o lugar mais alto do pódio.

O vice-campeão Juliano de Assis Franco (Equipebike) levou a melhor neste domingo (25) e aprovou a categoria. “É uma categoria muito legal, foi muito bem aceita e só tende a crescer. Vários atletas sentem a necessidade desse perfil de categoria, pois queremos correr os dois dias de prova. Muitas vezes, escrevemos em duas categorias diferentes para correr o evento todo. O ano que vem, tenho certeza que terão mais atletas. Já o grande desafio de pedalar dois dias, é dosar a energia e conseguir o equilíbrio”, contou.

Sub19 Feminina

Giuliana Morgen. Foto: Divulgação

Nesta categoria, Giuliana Morgen mais uma vez surpreendeu. Assim como nas etapas anteriores, a atleta foi a mulher mais rápida da Copa Sense Bike e cruzou a linha de chegada com 2:10:58, se consagrando campeã da temporada. Giuliana contou que a disciplina faz diferença no resultado. “Eu treino muito e me dedico. Tudo o que a gente quer alcançar e traça com seriedade, nós conseguimos. E é assim que eu levo o mountain bike. No ano que vem por exemplo o objetivo é treinar como uma atleta Júnior, apesar de eu me manter na Sub19”, contou.

Desafio Audax de Cyclocross

A temporada terminou para a modalidade que estreou em 2018 na CIMTB Levorin. O encerramento foi em grande estilo, com uma Maratona de 42 km com direito a chuva e lama. Campeão de Araxá e São Paulo, Vallmor Hausmann (Soul Cycles), também levou a melhor em Congonhas e finalizou a prova com 1:47:31. “Hoje foi o dia perfeito para usar a Cyclocross. Enquanto todo mundo estava empurrando a bike tanto na descida quanto na subida, eu conseguia pedalar. Com pneus mais finos, as garras mais altas, a bike não embuchava, pelo contrário, ela mantinha a velocidade. Foi a bike perfeita para o circuito de hoje”, ressaltou o campeão.

PNE

Bruno Paim. Foto: Divulgação

Sempre impressionando, Bruno Paim (AUDAX FSA), pedalou forte na categoria PNE e foi o campeão da Maratona. Mesmo com muita lama e chuva, Paim surpreendeu, finalizando a prova com 1:56:13. “A prova foi bem pesada, tinha muito pedaço com muita lama, a bike travou, mas a chuva ajudou a soltar a lama da bike e graças a Deus alcancei o primeiro lugar, foi um ótimo resultado na última prova da temporada, foi bom demais“, finalizou.

CIMTB Levorin 2018
A CIMTB Levorin conta pontos para o ranking mundial, da União Ciclística Internacional (UCI), fazendo parte do ciclo Olímpico Tóquio 2020, ranking Brasileiro e Mineiro.

Copa Internacional de Mountain Bike comemora a 23ª Edição em 2018. O evento tem patrocínio da Levorin, o pneu oficial da competição, e Co-Patrocinio da Sense Bike e Audax e parceria Prefeitura de Congonhas e Fumcut.