Copa Minas Gerias de Motocross 2014, a nova era do MX.

Começa mais uma temporada para o motocross mineiro, depois da explosão da Copa Minas Gerais em 2013. O evento volta renovado, com nome, crédito e muita responsabilidade. A Copa foi reconhecida internacionalmente pela sua estrutura, compromisso, premiação, enfim um dos maiores eventos do esporte nacional. Sarzedo a mesma cidade que abriu a temporada ano passado foi o palco do inicio da temporada 2014. Cerca de 300 pilotos de “todo mundo” se inscreveram para competir do que foi denominado de; “A nova era do Motocross”. Gates cheios praticamente em todas as categorias disputadas foram destaque no evento. Que agora tem um novo formato na disputa das categorias principais onde MX2 e MX1 disputam duas baterias no domingo e o resultado para o pódio é a somatória das duas corridas e ainda sim para definir quem é o melhor do dia foi criada uma categoria “Especial” onde são convidados os 10 primeiros da MX1 + os 10 primeiros da MX2 e os 8 primeiros da MX Junior para um duelo final, uma espécie de tira-teima, já que as classes MX1 e MX2 também foram separadas por idade seguindo as regras do campeonato brasileiro. Vamos então para o evento, começando pelo sábado onde as categorias de base se apresentaram e também rolaram os treinos de reconhecimento de pista para as categorias principais.


Na cerimônia de abertura (domingo) autoridades, representantes de grandes marcas e os organizadores se reuniram no pódio para declarar aberta a temporada 2014.

Provas do Sábado


A primeira queda do gate foi no sábado para a classe intermediária, gate lotado 32 motos se alinharam pilotos de diversas regiões do país e o nível não estava nada intermediário, essa galera está acelerando muito. A vitória ficou nas mão de Gustavo Beazim que competiu com sabedoria sem cometer erros e sem se arriscar, garantindo a vitória de ponta a ponta.

Intermediária
1. Nº377 – Gustavo Beazim
2. Nº33 – Renato Hermann
3. Nº10 – Gustavo Henrique
4. Nº105 – Túlio Lourenço
5. Nº269 – Arthur Lima

Vídeo com os melhores momentos da Intermediária.

 

Na sequência a segunda largada do dia foi para os veteranos da MX4 onde o grande vitorioso foi Yuri Moreira que andou forte e consistente para garantir a vitória. Parabéns mais uma vez a Copa Minas Gerais por manter o espaço para os atletas veteranos, competirem em uma prova de dimensão nacional.

MX4
1. Nº40 – Yuri Moreira
2. Nº98 – Alessandri Dias
3. Nº85 – Geraldo Almeida
4. Nº11 – Antônio Augusto
5. Nº15 – Dario de Oliveira

Vídeo da bateria da MX4

 

Em sequência largou a 50cc onde o futuro do esporte acelerou forte e levou mais de 20 mil pessoas que lotavam todo o local já no sábado a tarde a loucura. O grande destaque dessa categoria foi Marcelo Leodorico o jovem piloto pulou na frente e não perdeu a liderança até receber a quadriculada.

50cc
1. Nº44 – Marcelo Leodorico
2. Nº2 – Diogo Moreira
3. Nº38 – Rodolfo Bicalho
4. Nº34 – Bruno Ferreira
5. Nº22 – Gustavo Abrahão

Vídeo da bateria da 50cc

 

A quarta corrida do sábado foi das gatinhas do motocross brasileiro a MXF, contou com a participação das melhores pilotos do país. A grande vencedora foi Mariana Balbi, com a paulistinha Stefany Serrão na sequência, Luana Abreu que também acelerou muito foi a terceira colocada. Larissa Dalló foi a 4º e Ana Paula a 5ª.

MXF
1. Nº81 – Mariana Balbi
2. Nº29 – Stefany Serrão
3. Nº958 – Luana Abreu
4. Nº22 – Larissa Dallo
5. Nº404 – Ana Paula de Souza

Vídeo da bateria MXF

 

Após a MXF quem entrou na pista foi a MXN categoria para motos nacionais, mais uma vez gate cheio, entre os pilotos no gate, grandes nomes da categoria no cenário nacional estavam presentes. A bateria prometia uma boa disputa. Bruno Barbosa saiu na frente seguido de perto por Caio Lopes e Gabriel Montagner, antes de completar a primeira volta Montagner assumiu a ponta seguido por Caio Lopes, após algumas voltas a moto de Gabriel começou a mostrar problemas na suspensão e o atleta perdeu rendimento, Caio que estava na disputa assumiu a ponta e ali ficou até o final, Montagner com muita garra segurou a 2ª posição mesmo com a moto danificada.

Nacional
1. Nº134 – Caio Lopes Fernandes
2. Nº303 – Gabriel Montagner
3. Nº629 – Bruno Vinicius Barbosa
4. Nº96 – Felipe Arantes Oliveira
5. Nº97 – Richard Bruno Rezende

Vídeo da bateria Nacional

 

A penúltima bateria do sábado foi a MXJR, o gate baixou e Gabriel Soares o “Tomatinho” disparou na ponta com uma tocada rápida e agressiva, outro grande nome vinha mais atrás, nosso piloto Show Radical, Fabio Santos “Moranguinho” e do meio da prova para frente ele começou a apertar o ritmo e tentar uma aproximação ao líder Gabriel “Tomatinho”, até que eles começaram a andar juntos e em uma dividida de curva Gabriel foi ao chão e Fabio muito próximo acabou se enroscando mas se livrou primeiro e saiu com a primeira colocação.

Junior
1. Nº987 – Fábio dos Santos
2. Nº919 – Ricardo Jurça
3. Nº356 – Bruno Vieira Pinheiro
4. Nº119 – Gabriel Lucas Soares
5. Nº916 – Guilherme de Lima

Vídeo da MXJunior

Para encerrar as disputas do dia entrou no gate mais uma categoria de base dessa vez para pilotos um pouco mais rápidos e agressivos os “doidinhos” da 65cc.

Quem disparou na ponta e não perdeu mais a liderança foi o numeral 99 o paulista Rafael “Bubbinha” Araújo. O garoto levou as arquibancadas ao delírio com a sua tocada de campeão. O prata da casa Joaquim Neto ficou com a 2ª colocação para a alegria da população local. Mais de 25 motos competiram nessa categoria.

65cc
1. Nº99 – Rafael Araújo
2. Nº11 – Joaquim Neto
3. Nº210 – João Henrique Pinto
4. Nº77 – Carlos Eduardo Dadal
5. Nº148 – Matheus Hashimoto

Vídeo da bateria 65cc

 


Ao fim da 65cc, rolaram os treinos de reconhecimento de pista para as categorias principais que correram no domingo. O espanhol Carlos Campano, campeão mundial MX3 passeava pela pista assistindo a prova da 65cc e o comentarista Amarildo Martins o entrevistou, onde o mesmo elogiou bastante o evento da Copa Minas Gerais em sua primeira participação na copa.


Team Rossi Veículos, compareceu em peso para competir e prestigiar o evento.

Grandes empresas estão investindo e patrocinando a Copa Minas Gerais, nessa foto a galera da Edgers Racing, grande fábrica de coroas para motos de competição. Que além de patrocinar o evento ofereceu 100,00 em dinheiro para o piloto dono da melhor volta de cada treino classificatório.

Vamos para os resultados do domingo nas categorias principais:

Para começar o domingo de competições o gate caiu para a primeira bateria da MX1 com os melhores pilotos do país e a presença dos nomes internacionais que vieram para somar experiência e velocidade no MX brasileiro. Cerca de 30 mil pessoas passaram durante todo domingo no motodromo de Sarzedo-MG e logo cedo as maiores mídias nacionais já se faziam presente entrevistando, cobrindo e transmitindo ao vivo o evento para todo país como foi o caso da globo que mostrou um flash do evento ao vivo no esporte espetacular no domingo pela manhã.

Nessa imagem o responsável pela Copa, Cassio Marques dando uma entrevista a rede globo de televisão.

Como sempre gente bonita não faltou no evento, o camarote ficou cheio com a comodidade e glamour de sempre.


Vamos para as largadas e os resultados do domingo!


A primeira categoria “pró” a entrar em mais uma pista “obra prima”, feita pela Cassios Racing foi a MX1 que trouxe os maiores nomes do motocross brasileiro, juntamente das presenças “gringas” no cenário da temporada 2014. Logo na largada da primeira bateria da MX1 uma confusão na curva do holeshot, bagunçou o início da prova um dos maiores prejudicados foi o prata da casa Jorge Balbi Jr. que perdeu muito tempo e voltou a corrida ainda um pouco desnorteado com a queda. Lá na ponta o suiço recém chegado ao país Julien Bill assumiu a liderança e imprimiu um ritmo forte já que não seria nada fácil segurar o perigoso Carlos Campano que vinha na segunda posição com sede de vitória. Na 3ª posição muito bem colocado e fazendo uma corrida consistente veio Rafael Faria. Enquanto isso na ponta do meio da prova para frente Campano resolveu investir na busca pela vitória, encostando em Bill que por sua vez não resistiu a pressão do espanhol perdendo a liderança. Atrás de Faria veio o atual campeão da Copa MG, o goiano Wellington Garcia pela 4ª colocação mesmo recebendo os ataques do 5º colocado Jean Ramos que não conseguiu ultrapassar e assim se encerrou a primeira bateria, sendo estes os 5 primeiros.

Em seguida rolou a 1ª bateria MX2, a MX3 e a cerimônia de abertura que iremos contar abaixo. Sem sair da MX1 passamos direto para a 2ª bateria que definiu o resultado da principal categoria do dia, as yamaha’s de Rafael Faria e Carlos Campano, rasgaram o chão saindo na ponta com um belo holeshot de Faria com Campano na sequência. Mais uma vez quedas na primeira curva, novamente Balbi foi prejudicado mas desta vez o mineiro tratou de se levantar rápido e seguir a prova, porém sua moto começou a “agarrar” o acelerador na volta seguinte e em um momento, no salto da chegada o piloto zerou o obstáculo de forma perigosa com o giro da motocicleta estourado devido ao problema, imediatamente ele entrou para o pit onde seu mecânico “Max Balbi” fez o possível para solucionar o problema, removendo seu plate frontal, Balbi retornou a pista, mas uma volta atrás dos líderes. Faria que vinha administrando bem sua liderança seguido por seu companheiro de equipe Campano, encontrou Balbi pela frente, como Balbi é uma piloto rápido Faria gastou algumas voltas para ultrapassá-lo e assim que o fez, Balbi ficou entre o líder e o vice-líder no salto quadruplo da “Red Bull”, de longe pude ver Balbi acelerar por 3 ou 4 vezes no ar logo atrás de Rafael Faria, percebi que algo estava errado na curva seguinte os dois se bateram e foram ao chão, como Faria era o líder e devido aos problemas na moto Balbi estava uma volta atrás e com o calor da disputa Faria acabou indo pra cima de Balbi as equipes discutiram mas logo ambos voltaram para a pista, com isso Campano assumiu a liderança mais uma vez. Após 1 volta a equipe de cronometragem deu bandeira preta para Balbi e Faria desclassificando ambos da corrida. Campano venceu com tranquilidade, Jean Ramos impôs um ritmo forte e em meio a toda confusão assumiu a segunda colocação, em 3º veio o venezuelano Humberto Martin que se mostrou bem a vontade na pista técnica de Sarzedo. O quarto colocado foi o “goianinho” Wellington Garcia e para fechar os 5 Jullien Bill que esteve envolvido na queda da largada nessa segunda bateria e teve uma recuperação fantástica saindo de 16º para 5º. Confiram o resultado final do pódio da MX1 na 1ª etapa da Copa Minas Gerais.

MX1 (Soma das baterias)
1. Nº 115 – Carlos Campano
2. Nº 18 – Jean Ramos
3. Nº 902 – Julien Bill
4. Nº 21 – Wellington Garcia
5. Nº 101 – Humberto Martin

Vídeo das baterias MX1

Confiram o resumo das baterias da MX2
1ª largada da MX2, Dudu Lima foi mais rápido e fechou a porta dos demais, assegurando a ponta na primeira curva. A definição das outras posições era confusa, devido ao alto nível e equilíbrio entre os competidores. O ritmo e a briga pela primeira colocação entre Dudu e Hector Assunção foi eletrizante durante a prova toda. Na última volta, Hector conseguiu ultrapassar Dudu, que deu o troco logo na sequência, mas faltando poucas curvas, Hector conseguiu escapar do concorrente, que cansado procurou se garantir na segunda colocação. O piloto português Paulo Alberto se manteve na terceira colocação. Na quarta posição chegou Anderson Amaral e Fábio Santos Moranguinho em quinto.


Na segunda bateria, Fábio Santos mudou a posição de largada e se deu bem, disparando na ponta, mas logo na primeira volta foi superado por Dudu Lima e Paulo Alberto, que vinham num ritmo mais forte. Logo na terceira volta, Paulo Alberto conseguiu ultrapassar o líder, ampliando a vantagem até receber a bandeirada de vencedor da bateria. Dudu terminou na segunda colocação. Outro bom duelo pela terceira posição ocorreu entre Fabinho e Hector. Faltando três voltas para o final, Hector fez a ultrapassagem e garantiu o terceiro posto. Andrews Armstrong completou o grupo dos cinco mais rápidos na bateria.

MX2 (Soma das baterias)
1. Nº 211 – Paulo Alberto
2. Nº 30 – Hector Assunção
3. Nº 2 – Eduardo Lima
4. Nº 987 – Fábio dos Santos
5. Nº 83 – Anderson Amaral

Vídeo das baterias MX2

A MX3 foi vencida por Mariana Balbi em sua segunda vitória no fim de semana, a mineira superou os marmanjos.

MX3
1. Nº 81 – Mariana Balbi
2. Nº 85 – Geraldo Almeida
3. Nº 29 – Stefani Serrão
4. Nº 45 – Marcello José de Brito
5. Nº 98 – Alessandri Pereira

Vídeo da bateria MX3

Na 85cc a vitória ficou com o jovem Yuri Campello, recém chegado dos EUA onde disputou uma competição, o garoto foi absoluto para garantir a liderança da Copa Minas Gerais na categoria.

85cc
1. Nº 818 – Yuri Campello
2. Nº 14 – Carlos Tavares
3. Nº 143 – Vinicius Abreu
4. Nº 118 – Victor Luis
5. Nº 91 – Gabriel Germano

Vídeo da bateria 85cc

Para fechar o dia com chave de ouro rolou a disputa da bateria especial que contou com o mesmo valor da premiação em dinheiro da MX2 e foram convidados os 10 primeiros da MX1, da MX2 e os 8 melhores da MXJR.

O público que lotou as dependências do recinto pôde acompanhar os melhores pilotos da MX1, MX2 e Júnior juntos na pista. Porém, parte dos pilotos não pode participar, alguns devido ao desgaste físico das baterias anteriores e outros por lesões. Mesmo assim, o público foi ao delírio com o show que proporcionaram, encerrando a etapa com chave de ouro. Na largada, o português Paulo Alberto surpreendeu a todos, assumindo a ponta para liderar e vencer, sendo o destaque da etapa. Humberto Martin, perseguiu o português, mas teve que se contentar com a segunda posição. Na última volta Carlos Campano assegurou a terceira colocação ao superar Julien Bill, que terminou em quarto. Wellington Garcia foi ao pódio mais uma vez com a quinta colocação na prova.

Especial
1. Nº 211 – Paulo Alberto
2. Nº 101 – Humberto Martin
3. Nº 115 – Carlos Campano
4. Nº 902 – Julien Bill
5. Nº 21 – Wellington Garcia

Video da bateria Especial

Ao fim do dia foi sorteada a primeira moto 0km de 2014, para o público presente, que para concorrer bastou levar 1kg de alimento não perecível que foi doado a instituições locais.


Nos intervalos do domingo rolaram apresentações de FMX com a carreta da Turinhos Motos Yamaha, com os pilotos Joãozinho e Rodrigão.

A copa Minas Gerais segue agora rumo a Ibirité-MG para a 2ª etapa nos dias 03 e 04 de maio, que promete mais um grande espetáculo para todos nós amantes do motocross. Fiquem ligados na Copa Minas Gerais e programem-se para as próximas etapas.

Confiram todas as fotos dos dois dias do evento:

Não há imagens nesta galeria.

0 item